MINI-ARTIGOS SOBRE AS ESPÉCIES

Nesta secção encontram-se mini-artigos sobre as espécies, de forma sucinta e clara, ficamos a conhecer um pouco mais sobre a nossa fauna. Ilustrados com as melhores fotografias da espécie.

AS MINHAS MISSÕES

Ao contrário dos artigos, nas missão explico como consegui fotografar as espécies (ou observar). O que sofri e as peripécias para as conseguir fotografar tranquilamente e sem as perturbar.

TRUQUES E DICAS

Nesta secção poderá encontrar alguns truques e dicas sobre fotografia de vida selvagem e de natureza, desde as técnicas utilizadas na máquina como algumas das técnicas utilizadas no terreno.

ABRIGOS

Para além dos vários truques, existem também alguns abrigos já montados que podemos frequentar em Portugal e outros tantos em Espanha. Serão apenas colocados abrigos que tenha frequentado.

PROJETOS

Os vários projetos que tenho realizado, desde panfletos, livros, workshops, entre outros.

UM MÊS...UMA AVE

A Fundação Calouste Gulbenkian com o apoio científico da Fundação Luis de Molina e da Universidade de Évora apresenta nos jardins da fundação em Lisboa o projeto "UM MÊS...UMA AVE". Todos os meses foi apresentada uma espécie presente nos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian. A lista de espécies do primeiro ano está terminada.

Canal Youtube onWILD

Novo canal no youtube destinado apenas a filmagens de vida selvagem. Subscrevam.

Definições Canon 7D Mark II

As definições que utilizo na minha máquina para a fotografia de aves.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Anilhagem na Fundação Calouste Gulbenkian (2014)

Pormenor das redes de anilhagem.
Os jardins da Fundação Calouste Gulbenkian encontram-se no centro da maior cidade de Portugal, Lisboa. Este foi o local escolhido para realizar uma sessão de anilhagem com a equipa do LabOr. As aves citadinas não são apenas pombos e pardais, existe uma panóplia de aves selvagens a habitar os nossos jardins. A anilhagem científica de aves é uma técnica utilizada em ornitologia que consiste na aplicação de uma anilha numerada e exclusiva no tarso de uma ave. Esta anilha permite estudar aspetos da biologia, ecologia, comportamento, e movimentos das aves selvagens. No entanto, o estudo mais importante é a migração das aves. Anilhar aves num dado local, e recapturá-las posteriormente num outro contexto geográfico, permitirá conhecer as suas áreas de origem e de destino. Anilhar, medir, pesar, observar, analisar e registar, tudo foi devidamente explicado, permitindo aos participantes aprenderem detalhes da biologia e ecologia de aves. Para o ano há mais. Não percam esta oportunidade extraordinária. (Mais informações sobre a anilhagem neste link).

Pormenor das redes de anilhagem.

Explicação do Dr. João Eduardo Rabaça sobre a anilhagem.

Explicação do Dr. João Eduardo Rabaça sobre a anilhagem.

Explicação do Dr. João Eduardo Rabaça sobre a anilhagem.

Explicação do Dr. João Eduardo Rabaça sobre as redes de anilhagem.

Dr. João Eduardo Rabaça a anilhar um melro-preto (Turdus merula).

Anilhagem de um gaio (Garrulus glandarius)




Calendário Quercus (2013)

Em 2013 a Quercus (Associação Nacional de Conservação da Natureza) realizou um calendário para comemorar o Ano Internacional para a Cooperação pela Água.



sábado, 8 de novembro de 2014

Ave do Mês de Novembro de 2014: Tordo-comum – Turdus philomelos.

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157635165472673/

A ave do mês de Novembro de 2014: Tordo-comum – Turdus philomelos.

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157635165472673/

O tordo-comum (Turdus philomelos) é um visitante raro dos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian. O único local onde consegui observá-lo foi perto de uma das ribeiras, mais concretamente perto da ponte de pedra que tem uma cascata por baixo. É uma ave que frequenta o solo à procura de alimento. Fugindo com a presença humana ou ruídos estranhos.

Ave do Mês de Outubro de 2014: Pombo-torcaz – Columba palumbus

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157635165472673/

A ave do mês de Outubro de 2014: Pombo-torcaz – Columba palumbus.
https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157635165472673/
 
O pombo-torcaz (Columba palumbus) é maior que o pombo-domestico, mais comum e habituado à presença humana. Este grande columbídeo é tímido e foge ao mínimo sinal de perigo. Nos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian é possível observá-los em locais com abundante vegetação, ou perto do grande lago para onde eles se deslocam para beberem água.

Ave do Mês de Setembro de 2014: Pardal-doméstico – Passer domesticus.

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157626701286223

A ave do mês de Setembro de 2014: Pardal-doméstico – Passer domesticus.


https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157626701286223

A espécie mais comum nos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian, o pardal-doméstico (Passer domesticus). É comum observá-los junto às esplanadas dos cafés, sempre à procura de restos de alimentos. Também se encontram facilmente junto ao parque de merendas ou no anfiteatro de pedra.
https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157626701286223

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157626701286223

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157626701286223

Ave do Mês de Agosto de 2014: Andorinha-das-chaminés – Hirundo rustica.

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157627297272377

A ave do mês de Agosto de 2014: Andorinha-das-chaminésHirundo rustica.

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157627297272377
 
A mais comum das andorinhas, a andorinha-das-chaminés (Hirundo rustica), atravessa frequentemente os céus dos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian. É habitual serem observadas a recolher lama nas margens do grande lago durante a época de reprodução.

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157627297272377

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157627297272377
  
https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157627297272377
  
https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157627297272377
 
https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157627297272377

Panfleto: Observação de Anfíbios

Este pequeno trabalho foi desenvolvido para o Parque Ambiental do Alambre (YMCA CAMP Alambre) localizado em pleno Parque Natural da Arrábida. A poucos quilómetros de Lisboa e de Setúbal, é um excelente local para passar uma saída noturna para a observação de anfíbios. Existem vários charcos temporários no interior do Parque Ambiental do Alambre, cada um com a sua dimensão e biodiversidade.
 
Mais fotografias tiradas no Parque Ambiental do Alambre

Mais fotografias tiradas no Parque Ambiental do Alambre
 

Panfleto: Observação de Aves

Este pequeno trabalho foi desenvolvido para o Parque Ambiental do Alambre (YMCA CAMP Alambre) localizado em pleno Parque Natural da Arrábida. A poucos quilómetros de Lisboa e de Setúbal, é um excelente local para passar uma agradável manhã a observar aves.

Mais Fotografias tiradas no Parque Ambiental do Alambre

Mais Fotografias tiradas no Parque Ambiental do Alambre

Ave do Mês de Junho de 2014: Alvéola-cinzenta – Motacilla cinerea

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157645270691551

A ave do mês de Junho de 2014: Alvéola-cinzenta – Motacilla cinerea.

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157645270691551
 
A alvéola-cinzenta (Motacilla cinerea) prefere os locais mais húmidos ou locais junto a ribeiras. Embora os jardins da Fundação Calouste Gulbenkian se encontrem bem no centro da cidade de Lisboa, rodeados de prédios e estradas, existem três pequenas ribeiras totalmente artificiais que desaguam num grande lago central. Nestes locais privilegiados as alvéolas procuram por alimento, sempre possível observá-las junto às margens do lago, às margens das ribeiras e por vezes a passearem nos relvados.
https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157645270691551
https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157645270691551
 

Ave do Mês de Maio de 2014: Andorinhão-preto – Apus apus

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157635165472673/

A ave do mês de Maio de 2014: Andorinhão-preto – Apus apus.
https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157635165472673/
 
O andorinhão-preto (Apus apus) cruza os céus dos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian a alta velocidade. As suas vocalizações em pleno voo podem confundi-los com as famosas andorinhas. No entanto, o andorinhão-preto apresenta um voo mais rápido e ágil. As suas asas formam uma meia-lua, nas andorinhas as asas são triangulares. Quando passearem pelos jardins olhem para o céu de forma a observarem este maravilhoso espectáculo natural.
https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157635165472673/

Ave do Mês de Abril de 2014: Chamariz – Serinus serinus

http://therocky41.blogspot.com/2014/11/ave-do-mes-de-abril-de-2014-chamariz.html

A Ave do Mês de Abril de 2014: Chamariz – Serinus serinus.

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157635165472673/


Esta pequena ave, chamariz ou milheirinha (Serinus serinus) utiliza o topo das árvores para vocalizar, especialmente ao nascer do sol. É frequente avistá-la a voar de árvore em árvore ou junto a fontes de água. Por ser granívora, necessita de ingerir bastante água, esta poderá ser a melhor forma de o observar nos jardins da fundação Calouste Gulbenkian.
 
http://therocky41.blogspot.com/2014/11/ave-do-mes-de-abril-de-2014-chamariz.html

Ave do Mês de Março de 2014: Chapim-real - Parus major

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157626825935192

A Ave do Mês de Março de 2014: Chapim-real - Parus major
http://therocky41.blogspot.pt/2014/02/um-mesuma-ave.html
A ave do reinício da campanha foi o chapim-real. Um ano de campanha já passou, nele tivemos a oportunidade de conhecer 12 aves que habitam os jardins da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa, mas ainda há mais espécies para conhecer. O mês de Março marca o início da época de reprodução, por isso, foi seleccionada uma das aves mais vocais da Europa.

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157626825935192

https://www.flickr.com/photos/the_rock_7/sets/72157626825935192

Outro Mês...Outra Ave




A Fundação Calouste Gulbenkian com o apoio científico da Fundação Luis de Molina e a Universidade de Évora apresenta pelo segundo ano nos jardins da fundação em Lisboa o projeto "OUTRO MÊS....OUTRA AVE".
Todos os meses será apresentada uma espécie presente nos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa. Galeria com todas as espécies.

Lista ordenada das espécies:
A ave do mês de Março de 2014: Chapim-real - Parus major. 
http://therocky41.blogspot.pt/2014/11/ave-do-mes-de-marco-de-2014-chapim-real.html
A ave do mês de Abril de 2014: Chamariz – Serinus serinus.
http://therocky41.blogspot.com/2014/11/ave-do-mes-de-abril-de-2014-chamariz.html
A ave do mês de Maio de 2014: Andorinhão-preto – Apus apus
A ave do mês de Junho de 2014: Alvéola-cinzenta – Motacilla cinerea.
http://therocky41.blogspot.com/2014/11/ave-do-mes-de-junho-de-2014-alveola.html
A ave do mês de Julho de 2014: Pato-real – Anas platyrhynchos.
http://therocky41.blogspot.pt/2014/08/a-ave-do-mes-de-julho-o-pato-real.html
A ave do mês de Agosto de 2014: Andorinha-das-chaminésHirundo rustica.
http://therocky41.blogspot.com/2014/11/ave-do-mes-de-agosto-de-2014-andorinha.html
A ave do mês de Setembro de 2014: Pardal-doméstico – Passer domesticus.
http://therocky41.blogspot.com/2014/11/ave-do-mes-de-setembro-de-2014-pardal.html
A ave do mês de Outubro de 2014: Pombo-torcazColumba palumbus.
A ave do mês de Novembro de 2014: Tordo-comumTurdus philomelos.
A ave do mês de Dezembro de 2014: Lugre - Carduelis spinus
A ave do mês de Janeiro de 2015: Alvéola-branca - Motacilla alba
A ave do mês de Fevereiro de 2015: Chapim-carvoeiro - Periparus ater