MINI-ARTIGOS SOBRE AS ESPÉCIES

Nesta secção encontram-se mini-artigos sobre as espécies, de forma sucinta e clara, ficamos a conhecer um pouco mais sobre a nossa fauna. Ilustrados com as melhores fotografias da espécie.

AS MINHAS MISSÕES

Ao contrário dos artigos, nas missão explico como consegui fotografar as espécies (ou observar). O que sofri e as peripécias para as conseguir fotografar tranquilamente e sem as perturbar.

TRUQUES E DICAS

Nesta secção poderá encontrar alguns truques e dicas sobre fotografia de vida selvagem e de natureza, desde as técnicas utilizadas na máquina como algumas das técnicas utilizadas no terreno.

ABRIGOS

Para além dos vários truques, existem também alguns abrigos já montados que podemos frequentar em Portugal e outros tantos em Espanha. Serão apenas colocados abrigos que tenha frequentado.

PROJETOS

Os vários projetos que tenho realizado, desde panfletos, livros, workshops, entre outros.

UM MÊS...UMA AVE

A Fundação Calouste Gulbenkian com o apoio científico da Fundação Luis de Molina e da Universidade de Évora apresenta nos jardins da fundação em Lisboa o projeto "UM MÊS...UMA AVE". Todos os meses foi apresentada uma espécie presente nos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian. A lista de espécies do primeiro ano está terminada.

Canal Youtube onWILD

Novo canal no youtube destinado apenas a filmagens de vida selvagem. Subscrevam.

Definições Canon 7D Mark II

As definições que utilizo na minha máquina para a fotografia de aves.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Insectos Polinizadores - As Abelhas

Abelha a alimentar-se num lado da flôr e aranha à espera de uma presa (do seu tamanho) do outro lado. O perigo espreita a cada esquina.

Abelha a preparar-se para levantar vôo.


Os insectos polinizadores são responsáveis pelos maravilhosos campos coloridos de flores que podemos apreciar durante a Primavera, e pelas flores dos nossos quintais e cidade. A sua principal função é transportar o pólen de flôr em flôr, e para isso necessitam de um incentivo que provêm das próprias flores, normalmente em forma de néctar.

Existem vários tipos de insectos polinizadores, desde borboletas, abelhas, moscas, etc. E cada um transporta o pólen à sua maneira, neste caso devido a certas caracteristicas fisiológicas que possuem. As flores evoluiram com os insectos e estes evoluiram com as flores, criando uma estreita ligação entre ambos. Nalguns países existem flores que apenas são polinizadas por uma única espécie de insecto (como algumas traças da familia da esfinge-beija-flôr, Macroglossum stellatarum, a qual fotografei recentemente e irei postar aqui).
Pode-se observar os grãos de pólen agarrados às patas e antenas.


As abelhas podem transportar o pólen quase pelo corpo todo, sendo possivel observá-lo nas suas patas, antenas, asas, dorso e ventre. O néctar é levado para as colmeias e depois transformado em mel pelas enzimas digestivas das mesmas e armazenado em favos.

Na China o desaparecimento das abelhas originou uma polinização manual por parte dos agricultores, causando elevados prezuidos financeiros e aumento do preço dos alimentos. Este método, mais moroso, é realizado por várias pessoas durante a Primavera e consiste em recolher o pólen com um pincel e depois usá-lo noutras flores para as polinizar, como se pode imaginar exige muita mão de obra e muitas horas de trabalho.


A abelha mais usada pelos apicultores europeus é a Apis mellifera, e podemos facilmente encontrá-la nos nossos quintais ou jardins.

segunda-feira, 7 de março de 2011

"The world isn't poor, the wealth is only badly distributed."


"The world isn't poor, the wealth is only badly distributed." by Diogo Oliveira